Após 13 anos, Dmitriy Muserskiy deixa o Belogorie Belgorod e assina com o Suntory do Japão

O central russo, Dmitriy Muserskiy usou sua redes sociais para se despedir do Belogorie Belgorod, equipe que defendeu durante 13 anos. O jogador assinou com o Suntory do Japão para temporada 2018/2019.

“Eu posso dizer com orgulho que minha consciência em frente ao clube e aos torcedores é absolutamente limpa. Tentei mostrar o máximo em cada treino e cada jogo, independentemente da condição física e os acontecimentos que tiveram lugar em minha vida, sempre tocando ao último apito … Eu dei força e energia, protegendo a honra e tradição do clube. As vezes joguei lesionado, entendendo a importância dos jogos e a responsabilidade para com os torcedores e os patrocinadores. E tenho orgulho do trabalho realizado, do meu jogo e da pessoa que me tornei nos últimos 13 anos de minha vida”.

“Obrigado pelo meu crescimento profissional. Obrigado pelo meu desenvolvimento pessoal. Obrigado pelas lições da vida. Tivemos momentos difíceis e doloroso outros fáceis e divertido, mas deixo em minha memória apenas os melhores momentos. Todas as coisas ruins eu transformo em uma experiência preciosa que me acompanhará em minha jornada chamada “Vida”.

Siga seus sonhos a qualquer custo! Viva sua vida! Às vezes é necessário lutar por isso, colocando tudo em jogo … Mas vale a pena “, disse Dmitriy Muserskiy, em seu perfil no Instagram.

Foto: zenit-kazan.com

Anúncios

Lardini Filottrano anunciou a contratação da ponteira Di Iulio

O Lardini Filottrano da Itália oficializou a contratação da ponteira Chiara Di Iulio para temporada 2018/2019.

Di Iulio tem 33 anos, 1.83 de altura e tem passagens por algumas equipes, entre elas o Volley Tortoreto (ITA), Vicenza (ITA), Perugia (ITA), Pesaro (ITA), Forli (ITA), Urbino (ITA), Bergamo (ITA), Azeryol Baku (Azerbaijão), Piacenza (ITA), Modena (ITA) e na última temporada o Firenze.

Foto: © Legavolley Femminile

Lardini Filottrano oficializou a contratação da japonesa Koyomi Tominaga

O Lardini Filottrano da Itália anunciou a contratação da levantadora japonesa,  Koyomi Tominaga para temporada 2018/2019. Tominaga tem 29 anos, 1.75 de altura, nas últimas temporadas defendeu o  Ageo Medics e vai para sua primeira temporada no exterior.

“Estou muito feliz em jogar com Lardini Filottrano. Espero contribuir para as conquistas da equipe, trazendo a experiência internacional que ganhei na equipe nacional, enfrentando as equipes mais fortes do mundo. Eu não posso esperar para conhecer os fãs, minhas novas companheiras e a equipe”, disse Tominaga.

Foto: Divulgação / FIVB.

Budowlani Lodz oficializou a contratação da oposta Jovana Brakocevic

O Budowlani Lodz da Polônia anunciou a contratação da oposta sérvia, Jovana Brakocevic para temporada 2018/2019.

Brakocevic tem 30 anos e 1,96 de altura e já defendeu o Conegliano (ITA), Evergrand (CHI), JT Marvelous (JAP), Vakifbank (TUR), Azeryol Baku (AZE), Modena (ITA) e na última temporada o CSM Bucuresti da Romênia.

Foto: budowlanilodz.pl

Cruzeiro oficializou a contratação do central Kévin Le Roux

O Sada Cruzeiro oficializou a contratação do central francês, Kévin Le Roux para temporada 2018/2019. Le Roux tem 29 anos, 2.09 de altura e tem passagens pelo Rennes (França), Dynamo Moscou (Rússia), Modena (Itália), Halkbank (Turquia), Hyundai (Coreia), Piacenza (Itália), Dínamo Moscow (RUS) e Cannes (França).

“Eu estou muito feliz por defender o Sada Cruzeiro nesta temporada. Será uma nova experiência para mim e com certeza será um prazer jogar por um grande clube como o Sada Cruzeiro, que já conquistou tanto nos últimos anos e está entre os maiores clubes do mundo. Espero fazer o meu melhor pelo time e em outubro chego a Belo Horizonte, para uma grande temporada”, disse Le Roux.

Foto: Divulgação / Sada Cruzeiro.

Martina Guiggi deixa o voleibol italiano e assina com o Thessaloniki da Grécia

A central italiana, Martina Guiggi está deixando o voleibol italiano. De acordo com a imprensa grega, a jogadora assinou com o Thessaloniki, sexto colocado na última temporada da Liga Grega, ao que tudo indica poderá mudar de posição e atuar como oposta na temporada 2018/2019. A jogadora é casada com o ponteiro Mitar Djuric, que na próxima temporada defenderá o Paok, também da Grécia.

Guiggi tem 34 anos e 1,88 de altura e tem passagens pelo Italy Asystel Novara (2001-2004), Pesaro (2004-2011), Villa Cortese (2011-2012), Chieri Volley (2012-2013), Guangdong Evergrande (2013-2014), Novara (2014–2016), Bergamo (2016-2017) e na última temporada o Casalmaggiore.

Foto: volleyballcasalmaggiore.it

Após 10 anos, Osasco oficializa retorno da bicampeã olímpica Paula Pequeno

Paula Pequeno está em casa. A bicampeã olímpica volta a defender Osasco praticamente dez anos após sua última passagem pelo clube. E retorna cheia de alegria e energia para a temporada 2018/19. A ponteira de 36 anos traz experiência de veterana e motivação de menina para ajudar o Vôlei Osasco-Audax na missão de conquistar o heptacampeonato paulista e lutar pelo título da Superliga. “A ficha ainda não caiu de tanta felicidade. Vestir essa camisa novamente é um desejo antigo. Um sonho que agora é realidade”, conta a atleta.

Após sofrer com lesões na temporada passada, Paula chegou a Osasco há pouco mais de duas semanas para manter a forma. A relação de longa data com o técnico Luizomar favoreceu o processo e a adaptação da ponteira com o grupo e filosofia de trabalho favoreceu o final feliz das negociações. “Foram dias de muita expectativa, pois meu desejo de voltar era enorme. Treinar com as meninas foi muito importante e saber que conto com uma comissão técnica competente e que vai me ajudar a atingir o meu auge físico e técnico é bom demais”, afirmou a ponteira, que completa. “Estou pronta para ajudar dentro e fora de quadra, auxiliar com minha experiência no que for preciso”.

Paula Pequeno sempre considerou Osasco seu lar esportivo. Pois ‘a boa filha à casa torna’. Ela revela quando a vontade de voltar ganhou corpo. “Quando retornei da Turquia, em 2013 (defendia o Fenerbahçe), fui jogar em Brasília, minha cidade natal. Mas na primeira partida no ginásio José Liberatti, a torcida me fez chorar. Foi tanto carinho, tantas pessoas gritando meu nome, que ali o desejo de vestir essa camisa de novo ficou muito forte. E agora vou poder contar com o apoio desses torcedores tão apaixonados outra vez”, explica ela, medalha de ouro nos Jogos Olímpico de Pequim/2008 e Londres/2012.

Paula Pequeno chegou a Osasco em 1999, aos 17 anos. Permaneceu por dez anos, deixando o clube apenas para jogar no exterior, no Zarechie Odintsovo, da Rússia. “Entrei no ginásio osasquense como uma menina. Me fiz mulher jogando pelo clube. Passei grande parte de minha vida esportiva nessa cidade e é uma delícia voltar. Retornar ao time, a conviver com a torcida, a ser comandada pelo Luizomar, um grande técnico e amigo de longa data que sempre me apoiou e respeitou”, finaliza a ponteira, que na temporada passado defendeu o time de Bauru.

Agora o novo time do Vôlei Osasco-Audax passa a reunir três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, atletas que estavam defendendo a Seleção Brasileira – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait e a norte-americana Hooker. Também conta com as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira Domingas. A equipe osasquense também investe na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni e trouxe a ponteira Vivi, de 20 anos, que fará sua estreia na Superliga.

Foto: Divulgação.