Miriam Sylla e Antonijevic são inocentadas em caso de doping

Uma ótima notícias para os fãs da ponteira italiana Miriam Sylla e da levantadora sérvia Ana Atonijevic, as duas jogadoras foram inocentadas das acusações de uso de substância ilícita, durante as finais do Grand Prix 2017.

De acordo com a imprensa internacional a substância encontrada no organismo das jogadoras, o clembuterol, estava presente nas carnes consumidas em Nanquim, na China, fazendo com as duas fossem inocentadas.

Tanto Sylla, como Antonijevic foram liberadas e poderão defender suas respectivas equipes, Bergamo (Sylla) e o Volero Zurich (Antonijevic) na temporada 2017/2018.

Fonte e foto: volleyball.it

Anúncios

Ana Antonijevic testa positivo em exame antidoping

A levantadora sérvia Ana Antonijevic testou positivo em um exame de doping realizado pela FIVB no Grand Prix 2017. A jogadora testou positivo para o clenbuterol, mesma substância encontrada no exame da ponteira italiana Miriam Sylla.

Ambos os exames foram feitos durante o Grand Prix 2017, o que aumenta a suspeita de contaminação alimentar.  A Federação Sérvia (OSS) enviou uma carta com os resultados do teste de Antonijević para a Agência Mundial Antidoping (WADA).

No caso de Sylla, a Federação Italiana (FIPAV) e a jogadora reivindicaram uma contra-prova do exame, após obter os resultados dos testes de doping.

clenbuterol geralmente é prescrito para pacientes com transtornos respiratórios, principalmente a asma. Também é utilizado para redução de peso.

Foto: Zhizhao Wu/Getty Images

Fonte: worldofvolley.com

Miriam Sylla testa positivo em exame antidoping

A ponteira italiana Miriam Sylla testou positivo em um exame de doping realizado pela FIVB no Grand Prix 2017, na partida final entre Brasil e Itália no dia 6 de agosto.

A ponteira testou positivo para o clenbuterol geralmente é prescrito para pacientes com transtornos respiratórios, principalmente a asma.

De acordo com Bruno Cattaneo presidente da Fipav a contaminação pode ter ocorrido por contaminação de alimento:

“Pode ser um caso de contaminação de alimentos e para isso estamos esperando para ver a percentagem de substância encontrada exame”

Foto: legavolleyfemminile.it

Fonte: volleyball.it

Brasil bate Itália e conquista 12° título do Grand Prix

A Seleção Brasileira Feminina de Vôlei precisou suar a camisa para vencer a Itália e conquistar o 12° título do Brasil no Grand Prix.

Brasil mesmo inconsistente em alguns momentos, conseguiu sair das situações difíceis, com direito a virada impressionante no terceiro set.

Destaque para o bloqueio do Brasil que foi fundamental para conquista do título, foram 15 pontos, contra 9 da Itália nesse fundamento.

A oposta italiana Paola Egonu foi a maior pontuadora da partida com 29 pontos, sendo 25 de ataques, 3 bloqueio e 1 ace.

A oposta Tandara e a ponteira Natália foram os destaques do Brasil com 22 pontos cada.

Itália 2×3 Brasil (24-26, 26-17, 22-25, 25-22, 8-15).

Itália – Egonu 29, C.Bosetti 17, Chirichella 14, Bonifácio 10, L.Bosetti 6, Malinov 4, Folie 1, Beatrice 1.

Brasil – Tandara 22, Natália 22, Bia 12, Adenizia 6, Rosamaria 6, Drussyla 4, Carol 2.

Foto: Divulgação / FIVB.

Itália acaba com festa da China e será o adversário do Brasil na final do Grand Prix

A renovada e jovem Seleção da Itália surpreendeu a China e será o adversário do Brasil na grande final do Grand Prix 2017. As italianas lideradas por Egonu, venceram por 3 x 1 (25-18, 25-23, 25-22, 27-25), acabando com a festa das atuais Campeãs Olímpicas que jogavam em casa.

A oposta Paola Egonu foi o destaque e maior pontuadora da partida com 26 pontos, sendo 25 de ataques e 1 bloqueio.

Ting Zhu foi o destaque da China com 21 pontos, sendo 18 de ataques, 2 bloqueios e 1 ace. A final entre Brasil e Itália, será amanhã, às 9h:00 da manhã e terá transmissão do Sportv e TV Globo.

CHI – Zhu 21, Zhang 13, Liu 10, Yuan 8, Gong 8, Yi Gao 2, Ding 2, Wang 2.

ITA – Egonu 26, Chirichella 14, C.Bosetti 11, Folie 10, L.Bosetti 10, Malinov 2, Sylla 2.

Foto: Divulgação / FIVB.

Brasil bate Sérvia e garante vaga na final do Grand Prix

A Seleção Brasileira Feminina de Vôlei venceu a Sérvia e garantiu vaga na final do Grand Prix 2017.

Brasil começou perdendo, no segundo set o técnico Zé Roberto, tirou a central Carol e a ponteira Rosamaria, entraram Adenizia e Drussyla que foram importantes para virada do Brasil.

Mais consistente no  saque e comentendo poucos erros, 12 do Brasil contra 26 da Sérvia foram determinantes para vitória brasileira.

A oposta Boskovic foi a maior pontuadora da partida com 32 pontos, sendo 24 de ataques, 5 bloqueios e 3 aces.

Tandara foi o destaque do Brasil com 24 pontos, sendo 23 de ataques e 1 bloqueio.

Sérvia 1 x 3 Brasil (25-20, 23-25, 14-25, 23-25).

SER – Boskovic 33, Rasic 13, Mihajlovic 9, Veljkovic 7, Stevanovic 4, Milenkovic 3, Antonijevic 2, Zivkovic 1, Malesevic 1.

BRA – Tandara 24,Drussyla 11, Natália 10, Bia 9, Adenizia 7, Rosamaria 4, Carol 2, Roberta 1, Monique 1.

Foto: Divulgação / FIVB.

Com virada espetacular no tie-break, China vence Holanda e Classifica o Brasil para semifinais do Grand Prix

A China precisou suar a camisa para vencer a Holanda com direito a virada espetacular no tie-break. As chinesas perdiam por 14×10, com bons saques de Liu e Ting Zhu resolvendo nos contra-ataques, a China virou o placar e venceu por 18×16.

Com o resultado positivo da China, a Seleção Brasileira Feminina de Vôlei garantiu vaga nas semifinais do Grand Prix 2017.

A ponteira Ting Zhu foi a maior pontuadora da partida com 33 pontos, sendo 31 de ataques e 2 bloqueios.

China 3 x 2 Holanda (25-23, 23-25, 25-23, 20-25, 18-16).

CHI – Zhu 33, Yuan 14, Gong 14, Liu 11, Yi Gao 6, Zhang 6, Ding 2, Wang 2, Qian 1.

HOL – Daalderop 22, Plak 20, Belien 16, De Kruijf 13, Grothues 11, Buijs 5, Dijkema 3, Jasper 1.

Foto: Divulgação / FIVB.